Conceito de Reencarnação na Bíblia ; Ressurreição no Espiritismo.

10 out

No seu texto, WW diz, sobre o Espiritismo:

 

2) “Palavras sinônimas – Afirma que sim, existe o ensino da reencarnação na Bíblia, mas que a palavra “ressurreição significa, na realidade, “reencarnação”.”

 

 Conceito de Reencarnação na Bíblia

 

A palavra Reencarnação não está na Bíblia, porque só surgiu no século XIX, em 18 de abril de 1857, com o advento do Espiritismo, através do Livro dos Espíritos.

 

Mas, o conceito de Reencarnação , está na Bíblia, em várias passagens, inclusive, indicadas nos rodapés da Bíblia, traduzida por João Ferreira de Almeida.

 

O Livro dos Espíritos 

(contendo os princípios da Doutrina Espírita, sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade

 

– segundo os ensinos dados por Espíritos superiores, com o concurso de diversos médiuns – recebidos e coordenados por Allan Kardec)

 

Hebreus 1 : 13 – 14

13  Ora, a qual dos anjos jamais disse: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por estrado dos teus pés?

 
14  Não são todos eles espíritos ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?

 

Hebreus 2 : 1 – 4

Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos.

 
Se, pois, se tornou firme a palavra falada por meio de anjos, e toda transgressão ou desobediência recebeu justo castigo,

 
como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação? A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;

 
dando Deus testemunho juntamente com eles, por sinais, prodígios e vários milagres e por distribuições do Espírito Santo, segundo a sua vontade.

 

JESUS FALOU SOBRE REENCARNAÇÃO, quando DECLAROU  que JOÃO BATISTA ERA ELIAS, e os seus discípulos entenderam que lhes falara a respeito de João Batista.

 

Esta passagem da Bíblia aparece em três textos:

Mateus 17 : 12 -13 , Mateus 11 : 11 -15 e Marcos 9 : 9 – 13.

 

Mateus 17 : 12 –13 :

12 EU , porém, vos DECLARO  que ELIAS JÁ VEIO, e não o reconheceram; antes, fizeram com ele tudo quanto quiseram. Assim também o Filho do Homem há de padecer nas mãos deles.


13 Então os discípulos ENTENDERAM que LHES FALARA A RESPEITO de JOÃO BATISTA.

 

Mateus 11: 11 – 15

11 – Em verdade vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior do que JOÃO BATISTA ; mas o menor no reino dos céus é maior do que ele.

12 – Desde os dias de JOÃO BATISTA até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.

13 – Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até JOÃO.

 

14 – E SE O QUEREIS RECONHECER, ELE MESMO É ELIAS, QUE ESTAVA PARA VIR.

15 – QUEM TEM OUVIDOS PARA OUVIR, OUÇA.

 

 

Marcos 9: 9 – 13

9  Ao descerem do monte, ordenou-lhes Jesus que não divulgassem as coisas que tinham visto, até o dia em que o Filho do Homem ressuscitasse dentre os mortos.


10  Eles guardaram a recomendação, perguntando uns aos outros que seria o ressuscitar dentre os mortos.


11  E interrogaram-no, dizendo: Por que dizem os escribas ser necessário que Elias venha primeiro?

12  Então, ele lhes disse: Elias, vindo primeiro, restaurará todas as coisas; como, pois, está escrito sobre o Filho do Homem que sofrerá muito e será aviltado?

 

13  Eu, porém, vos digo que Elias já veio, e fizeram com ele tudo o que quiseram, como a seu respeito está escrito.

 

Como duvidar destas declarações, feitas por Jesus ?

 
Que tipo de “discípulos” são os evangélicos e católicos, que por puro preconceito, REJEITAM as afirmações de Jesus ?

 

Observação : Num Post posterior, apresentarei um estudo sobre João 3 : 1 – 15.

 

Ressurreição

 

Vejamos o que o Espiritismo nos ensina sobre Ressurreição:

 

No livro A Gênese ( cap. XV) há dois exemplos de Ressurreição:

 

A filha de Jairo

 

37. –Tendo Jesus passado novamente, de barca, para a outra margem, logo que desembarcou, grande multidão se lhe apinhou ao derredor.

 

Então, um chefe de sinagoga, chamado Jairo, veio ao seu encontro e, ao aproximar-se dele, se lhe lançou aos pés, – a suplicar com grande instância, dizendo: Tenho uma filha que está no momento extremo; vem impor-lhe as mãos para a curar e lhe salvar a vida.

 

Jesus foi com ele, acompanhado de grande multidão, que o comprimia. Quando Jairo ainda falava, vieram pessoas que lhe eram subordinadas e lhe disseram: Tua filha está morta; por que hás de dar ao Mestre o incômodo de ir mais longe?

 

Jesus, porém, ouvindo isso, disse ao chefe da sinagoga: Não te aflijas, crê apenas. – E a ninguém permitiu que o acompanhasse, senão a Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago.

 

Chegando a casa do chefe da sinagoga, viu ele uma aglomeração confusa de pessoas que choravam e soltavam grandes gritos. – Entrando, disse-lhes ele: Por que fazeis tanto alarido e por que chorais? Esta menina não está morta, está apenas adormecida. – Zombavam dele.

 

Tendo feito que toda a gente saísse, chamou o pai e mãe da menina e os que tinham vindo em sua companhia e entrou no lugar onde a menina se achava deitada.

Tomou-lhe a mão e disse: Talitha cumi, isto é: Minha filha, levanta-te, eu to ordeno.

– No mesmo instante a menina se levantou e se pôs a andar, pois contava doze anos, e ficaram todos maravilhados e espantados. (Marcos, cap. V, vv. 21 a 43.)

 

Filho da viúva de Naim

 

38. – No dia seguinte, dirigiu-se Jesus para uma cidade chamada Naim; acompanhavam-no seus discípulos e grande multidão de povo.

– Quando estava perto da porta da cidade, aconteceu que levavam a sepultar um morto, que era filho único de sua mãe e essa mulher era viúva; estava com ela grande número de pessoas da cidade.

 

Tendo-a visto, o Senhor se tomou de compaixão para com ela e lhe disse: Não chores. -Depois, aproximando-se, tocou o esquife e os que o conduziam pararam.

Então, disse ele: Mancebo, levanta-te, eu o ordeno. – Imediatamente, o moço se sentou e começou a falar. E Jesus o restituiu à sua mãe.

 

Todos os que estavam presentes ficaram tomados de espanto e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta surgiu entre nós e Deus visitou o seu povo. – O rumor desse milagre que ele fizera se espalhou por toda a Judéia e por todas as regiões circunvizinhas. ( Lucas, cap. VII, vv. 11 a 17.)

 

39. – Contrário seria às leis da Natureza e, portanto, milagroso, o fato de voltar à vida corpórea um indivíduo que se achasse realmente morto. Ora, não há mister se recorra a essa ordem de fatos, para ter-se a explicação das ressurreições que Jesus operou.

 

Se, mesmo na atualidade, as aparências enganam por vezes os profissionais, quão mais freqüentes não haviam de ser os acidentes daquela  natureza, num país onde nenhuma precaução se tomava contra eles e onde o sepultamento era imediato.

 

É, pois, de todo ponto provável que, nos dois casos acima, apenas síncope ou letargia houvesse.

O próprio Jesus declara positivamente, com relação à filha de Jairo: Esta menina, disse ele, não está morta, está apenas adormecida.

 

A letargia e a catalepsia têm o mesmo princípio, que é a perda momentânea da sensibilidade e do movimento por uma causa fisiológica.

 

Diferem em que, na letargia, a suspensão das forças vitais é geral e dá ao corpo todas as aparências da morte.

 

Na catalepsia, é localizada e pode afetar uma parte mais ou menos extensa do corpo, de maneira a deixar a inteligência livre para se manifestar, o que não permite confundi-la com a morte.

 

A letargia é sempre natural; a catalepsia é algumas vezes espontânea, mas pode ser provocada ou desfeita artificialmente pela ação magnética.

 

Dado o poder fluídico que ele possuía, nada de espantoso há em que esse fluido vivificante, acionado por uma vontade forte, haja reanimado os sentidos em torpor;

que haja mesmo feito voltar ao corpo o Espírito, prestes a abandoná-lo, uma vez que o laço perispirítico ainda se não rompera  definitivamente.

 

Eclesiastes 12 : 6 – 7

antes que se rompa o fio de prata, e se despedace o copo de ouro, e se quebre o cântaro junto à fonte, e se desfaça a roda junto ao poço,
e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.

 

Para os homens daquela época, que consideravam morto o indivíduo desde que deixara de respirar, havia ressurreição em casos tais; mas, o que na realidade havia era rara e não ressurreição, na acepção legítima do termo.

 

Em um Post bem mais adiante, colocarei sobre letargia, catalepsia , mortes aparentes.

 

O próximo Post será sobre Ressurreição Espiritual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: