Da Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal

15 jun

  Da Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal

 

Estamos cercados por espíritos, o tempo todo, os quais tentam nos influenciar para o bem ou o mal.

Cabe a nós, vigiarmos os nossos pensamentos e praticarmos os ensinamentos de Deus.

I Pedro 5 : 8 – Sede sóbrios e vigilantes.

O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;

 

I João 4 : 1 – Amados, não deis crédito a qualquer espírito;

antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora.

 

 

O Livro dos Espíritos – Cap. IX – Da Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal

 

Como os Espíritos podem penetrar nossos pensamentos

 

456 Os Espíritos vêem tudo o que fazemos?

Eles podem ver, porque vos rodeiam incessantemente.

Cada um vê apenas as coisas sobre as quais dirige sua atenção.

Não se preocupam com o que lhes é indiferente.

457 Os Espíritos podem conhecer nossos mais secretos pensamentos?

Freqüentemente conhecem o que gostaríeis de esconder de vós mesmos.

Nem atos, nem pensamentos lhes podem ser ocultados.

457 a Assim, é mais fácil esconder uma coisa de uma pessoa viva do que fazer isso a essa mesma pessoa após a morte?

Certamente, e, quando acreditais estarem bem escondidos, tendes muitas vezes uma multidão de Espíritos ao vosso lado que vos observam.

458 O que pensam de nós os Espíritos que estão ao nosso redor e nos observam?

Isso depende. Os Espíritos levianos riem dos pequenos aborrecimentos que vos causam e zombam de vossas impaciências.

Os Espíritos sérios lamentam vossos defeitos e se empenham em vos ajudar.

 

 

Influência oculta dos Espíritos sobre nossos pensamentos e nossas ações

 

459 Os Espíritos influem sobre nossos pensamentos e ações?

A esse respeito, sua influência é maior do que podeis imaginar.

Muitas vezes são eles que vos dirigem.

 

I Pedro 5 : 8 –  Sede sóbrios e vigilantes.

O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;

 

460 Temos pensamentos próprios e outros que são sugeridos?

Vossa alma é um Espírito que pensa;

 

não ignorais que muitos pensamentos vos ocorrem às vezes ao mesmo tempo sobre um mesmo assunto e freqüentemente bastante contrários uns aos outros;

 

pois bem, nesses pensamentos há sempre os vossos e os nossos.

Isso vos coloca na incerteza, porque, então, tendes duas idéias que se combatem.

 

461 Como distinguir os pensamentos próprios daqueles que são sugeridos?

Quando um pensamento é sugerido, é como uma voz falando.

Os pensamentos próprios são em geral os do primeiro momento.

 

Além de tudo, não há para vós um grande interesse nessa distinção e muitas vezes é útil não sabê-lo: o homem age mais livremente.

 

Se decidir pelo bem, o faz voluntariamente;

se tomar o mau caminho, há nisso apenas maior responsabilidade.

 

Romanos 14 : 12 Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.

 

462 Os homens de inteligência e de gênio tiram suas idéias de sua natureza íntima?

Algumas vezes as idéias vêm de seu próprio Espírito, mas freqüentemente são sugeridas por outros Espíritos que os julgam capazes de compreendê-las e dignos de transmiti-las.

Quando não as encontram em si, apelam à inspiração.

Fazem, assim, uma evocação sem o suspeitar.

 

Se nos fosse útil distinguir claramente nossos próprios pensamentos dos que nos são sugeridos, Deus nos teria dado o meio de o fazer, como nos deu o de distinguir o dia da noite.

Quando uma coisa é vaga, é porque convém que assim seja.

 

463 Diz-se, a respeito do pensamento, que o primeiro impulso é sempre bom; isso é exato?

Pode ser bom ou mau, de acordo com a natureza do Espírito encarnado que o recebe.

É sempre bom para aquele que ouve as boas inspirações.

464 Como distinguir se um pensamento sugerido vem de um bom ou de um mau Espírito?

Estudai o caso.

Os bons Espíritos apenas aconselham o bem;

cabe a vós fazer a distinção.

 

I João 4 : 1 – Amados, não deis crédito a qualquer espírito;

antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora.

465 Com que objetivo os Espíritos imperfeitos nos conduzem ao mal?

Para vos fazer sofrer como eles.

 

465 a Isso diminui seus sofrimentos?

Não, mas fazem isso por inveja, por saber que há seres mais felizes.

 

465 b Que natureza de sofrimentos querem impor aos outros?

Os mesmos que sentem os Espíritos inferiores afastados de Deus.

 

466 Por que Deus permite que Espíritos nos excitem ao mal?

Os Espíritos imperfeitos são instrumentos que servem para pôr à prova a fé e a constância dos homens na prática do bem.

Vós, como Espíritos, deveis progredir na ciência do infinito, e por isso passais pelas provas do mal para atingir o bem.

 

Atos 14 : 22 –  .. fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé;

e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus

 

Tiago  1 : 2 – 4

2 –  Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações,

3 –  sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.

4 –  Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.

Nossa missão é vos colocar no bom caminho e, quando as más influências agem sobre vós, é que as atraístes pelo desejo do mal, porque os Espíritos inferiores vêm vos auxiliar no mal, quando tendes a vontade de praticá-lo;

eles não podem vos ajudar no mal senão quando quereis o mal.

 

Se sois inclinados ao homicídio, pois bem! Tereis uma multidão de Espíritos que alimentarão esse pensamento em vós.

Mas tereis também outros Espíritos que se empenharão para vos influenciar ao bem, o que faz restabelecer o equilíbrio e vos deixa o comando dos vossos atos.

É assim que Deus deixa à nossa consciência a escolha do caminho que devemos seguir e a liberdade de ceder a uma ou outra das influências contrárias que se exercem sobre nós.

 

Romanos 14 : 12Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.

 

Mateus 26 : 41 – Vigiai e orai, para que não entreis em tentação;

o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

467 Pode o homem se libertar da influência dos Espíritos que procuram arrastá-lo ao mal?

Sim, porque apenas se ligam àqueles que os solicitam por seus desejos ou os atraem pelos seus pensamentos.

 

468 Os Espíritos cuja influência é repelida pela vontade do homem renunciam às suas tentativas?

O que quereis que façam?

Quando não há nada a fazer, desistem da tentativa;

entretanto, aguardam o momento favorável, como o gato espreita o rato.

 

I Pedro 5 : 8 –  Sede sóbrios e vigilantes.

O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;

469 Como se pode neutralizar a influência dos maus Espíritos?

Fazendo o bem e colocando toda a confiança em Deus, repelis a influência dos Espíritos inferiores e anulais o domínio que querem ter sobre vós.

 

Evitai escutar as sugestões dos Espíritos que vos inspiram maus pensamentos, sopram a discórdia e excitam todas as más paixões.

 

Filipenses 4 : 4  –  9

Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.

 

Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.

 

Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.

 

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.

 

Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe,

seja isso o que ocupe o vosso pensamento.

 

O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco.

 

Desconfiai, especialmente, daqueles que exaltam o vosso orgulho, porque vos conquistam pela fraqueza.

 

Eis por que Jesus nos ensinou a dizer na oração dominical:

“Senhor, não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal!”

 

II Pedro  2 : 17  –  19

17  Esses tais são como fonte sem água, como névoas impelidas por temporal. Para eles está reservada a negridão das trevas;

 

18  porquanto, proferindo palavras jactanciosas de vaidade, engodam com paixões carnais, por suas libertinagens, aqueles que estavam prestes a fugir dos que andam no erro,

 

19  prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção, pois aquele que é vencido fica escravo do vencedor.

470 Os Espíritos que procuram nos induzir ao mal e colocam assim à prova nossa firmeza no bem receberam a missão de fazê-lo? E se é uma missão, têm responsabilidade por isso?

Nenhum Espírito recebe a missão de fazer o mal.

Quando o faz, é de sua própria vontade e sofre as conseqüências.

Deus pode deixá-lo fazer isso para vos pôr à prova, mas não ordena que o faça, e cabe a vós rejeitá-lo.

471 Quando experimentamos um sentimento de angústia, de ansiedade indefinível ou de satisfação interior sem causa conhecida, isso decorre unicamente de uma disposição física?

São quase sempre, de fato, comunicações que tendes inconscientemente com os Espíritos, ou que tivestes com eles durante o sono.

 

472 Os Espíritos que querem nos induzir ao mal apenas se aproveitam das circunstâncias ou podem também criá-las?

Aproveitam as circunstâncias, mas freqüentemente as provocam, oferecendo-vos ou levando-vos inconscientemente ao objeto de vossa cobiça.

 

Assim, por exemplo, um homem encontra no caminho uma quantia de dinheiro;

não acrediteis que os Espíritos levaram o dinheiro para esse lugar, mas podem dar ao homem o pensamento de se dirigir a esse ponto e, então, sugerir o pensamento de se apoderar dele, enquanto outros lhe sugerem o de restituir o dinheiro a quem pertence.

O mesmo acontece com todas as outras tentações.

 

Lucas 18 : 1 – Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer:

 

Lucas 22 : 40 – Chegando ao lugar escolhido, Jesus lhes disse: Orai, para que não entreis em tentação.

Observação : Na categoria  I – Análise Crítica do Livro Espiritismo Revisado, tem um Post sobre Espíritos bons e maus e a pergunta : Por que Deus só faria espíritos maus ?

 

O próximo Post será sobre a escolha das provas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: