LEIS MORAIS – LEI DIVINA ou NATURAL – Características da Lei Natural – 4

28 jan

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEIS MORAIS – LEI DIVINA ou NATURAL

 

Livro : O Livro dos Espíritos – Parte 3ª – Capítulo I – LEIS MORAIS – LEI DIVINA ou LEI NATURAL.

 

 

Características da Lei Natural – 4

 

 

617 Que objetivos abrangem as leis divinas?

Elas se referem a outra coisa além da conduta moral?

Todas as leis da natureza são leis divinas, uma vez que Deus é o criador de todas as coisas.

O sábio estuda as leis da matéria, o homem de bem estuda as da alma e as pratica.

 

Lucas 6 : 47 – Todo aquele que vem a mim, e ouve as minhas palavras, e as pratica, eu vos mostrarei a quem é semelhante.

 

Lucas 8 : 21 – Ele, porém, lhes respondeu: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a praticam.

 

I Pedro 3 : 10 – 11

10  Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente;

11  aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcançá-la.

 

I João 5 : 2 –  Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus:

quando amamos a Deus e praticamos os seus mandamentos.

 

 

617 a É permitido ao homem se aprofundar em ambas?

Sim, mas uma única existência não basta.

 

Que são, de fato, alguns anos para adquirir tudo o que constitui o ser perfeito, se considerarmos apenas a distância que separa o selvagem do homem civilizado?

A mais longa existência possível de imaginar é insuficiente e com maior razão quando é abreviada, como acontece com muitos.

 

Entre as leis divinas, umas regem o movimento e as relações da matéria bruta: são as leis físicas, cujo estudo é do domínio da ciência.

 

Outras dizem respeito especialmente ao homem em si mesmo e em suas relações com Deus e com seus semelhantes.

Elas compreendem as regras da vida do corpo como também as da vida da alma: são as leis morais.

 

 

 

Livro : Filosofia Espírita XIII – Espírito Miramez – Psicografado por João Nunes Maia – Capítulo 5.

617/LE

 

DIVERSIDADE DE LEIS

 

“As leis, pelo que podemos entender, se dividem em dois aspectos : leis físicas e morais ;

no entanto, elas podem buscar outras áreas, de modo que ainda não entendemos, pois nos falta sentido para compreendermos tudo.

 

Estamos vivendo e sentindo as filosofias de vida terrena e espiritual, entretanto, há reencarnação entre uma e outra, e as tendo bem entendidas, o campo de iluminação vai se estendendo, a nos mostrar os princípios de libertação espiritual.

 

Para alcançarmos as leis da matéria e as leis da alma, necessário se faz que sintamos o conjunto de muitas vidas sucessivas.

O celeiro de experiências deve estar cheio de aprendizado cada vez maior.

 

O cumprimento das leis mostra a maturidade do Espírito.

Se ainda não tens condições de viver Jesus, é por falta de tempo no serviço da caridade que salva.

 

Romanos 8 : 9 – Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós.

E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

 

Gálatas 2 : 20 – logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim;

e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.

 

Tiago 2 : 14 – 17

14  Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras?

Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo?

15  Se um irmão ou uma irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento cotidiano,

16  e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem, contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso?

 

17  Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta.

 

 

Convém meditar em todos os assuntos ventilados por Cristo e deixar que Ele viva em nós, para nos ser motivo de glória e de luz.

 

Mateus 5 : 14 – 16

14  Vós sois a luz do mundo.

Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte;

15  nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa.

16  Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.

 

 

Há diversidade de leis, no entanto, importa que vivamos as duas, na sua sintetização divina : física e moral.

 

Certamente que temos apenas alguns anos para fixação de todo o celeiro de vida, porém, o tempo passa e, bem vivido, deixa em nós um saldo de luzes que nos assegura a própria vida.

 

Não há no mundo nenhuma coisa desligada da outra.

A lei de unidade nos faz unos.

 

João 11 : 17 – Já não estou no mundo, mas eles continuam no mundo, ao passo que eu vou para junto de ti.

Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós.

 

João 11 : 21 – a fim de que todos sejam um;

e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós;

para que o mundo creia que tu me enviaste.

 

Os Espíritos obedecem igualmente, a essa lei.

Os que vivem na Terra estão jungidos (unidos) uns aos outros pelo amor e pelas necessidades, porque não fazemos nada sozinhos.

Dependemos uns dos outros em tudo ; até para falar, precisamos de quem ouça a nossa voz.

 

Para escrever, e mesmo pensar, mentes invisíveis nos ajudam em tudo o que ideamos e fazemos.

É do conjunto que nasce a perfeição.

 

Se o sábio estuda as leis da natureza, o santo estuda e pratica as leis da alma, de maneira que, com o passar dos tempos, o acervo de experiências vai chegando às novas gerações, doando-lhes, por misericórdia, o descobrimento dos caminhos mais fáceis para serem trilhados.

 

Mas, como existe a Reencarnação em todos os mundos habitados, aquele que planta volta depois com novas vestes para colher o que semeou.

Eis aí a justiça divina, em se tornando amor, verdade e vida.

 

Podemos buscar no Evangelho de Jesus riquezas espirituais sublimadas, como essa, anotada por Mateus :

Tu porém, ao dares a esmola, ignore a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita. (Mateus 6:3)

 

Para que anunciar o que fazes de bom, se tu mesmo é que vais receber o que estás dando ?

A vida é uma eterna lavoura de Deus, que nos instrui na sequência de plantios, para que possamos ter o que damos e colher o que semeamos.

 

Gálatas 6 : 7 – Não vos enganeis: de Deus não se zomba;

pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.

 

Isso está na lei do amor e da justiça que circula na criação, dando realmente a quem merece ser dado.

 

Por isso é que não devamos nos preocupar com o dia de amanhã;

ele nos entregará o que damos hoje, trazendo e mostrando a segurança para o bom trabalhador.

 

Deus se encontra presente em toda a parte, por intermédio das Suas leis infalíveis e eternas.

 

Mateus 6 : 25 – 34

25  Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir.

Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?

26  Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta.

Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?

27  Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado (Antiga unidade de medida de comprimento equivalente a três palmos, ou seja, 66cm); ao curso da sua vida?

28  E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam.

29  Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

30  Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?

31  Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos?

32  Porque os gentios é que procuram todas estas coisas;

pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas;

 

33  buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

 

34  Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.

 

 

Que Jesus nos abençoe para compreendermos as leis da vida com maior profundidade.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: