Leis Morais – O BEM E O MAL – O mal que se comete não é, muitas vezes, o resultado da posição em que nos colocaram outros homens? E, nesse caso, quais são os mais culpados?

31 dez

Leis MoraisO BEM E O MALO mal que se comete não é, muitas vezes, o resultado da posição em que nos colocaram outros homens?

E, nesse caso, quais são os mais culpados?

 

Leis MoraisLei Divina ou NaturalO BEM E O MALLEitem 639

 

Livro : O Livro dos EspíritosParte TerceiraCapítulo ILeis MoraisLei Divina ou NaturalO BEM E O MALitem 639.

 

O bem e o mal

 

639 O mal que se comete não é, muitas vezes, o resultado da posição em que nos colocaram outros homens?

E, nesse caso, quais são os mais culpados?

O mal recai sobre aquele que o causou.

Porém, o homem que é conduzido ao mal pela posição que exerce é menos culpado do que aqueles que o causaram;

contudo, cada um será punido, não somente pelo mal que tiver feito, como também pelo que tiver provocado.

 

Romanos 14 : 2 – Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.

 

 

Livro : Filosofia Espírita –  Capítulo 27Espírito MiramezPsicografado por João Nunes Maia – item 639

 

639/LE    

 

OS CULPADOS

 

As leis espirituais estatuídas por Deus não acobertam ninguém pelo mal que deseja e que faz;

no entanto, a consciência de cada causador registra todas as variações de sentimentos, e é nessa sensibilidade que julga e que corrige o infrator.

 

Os culpados, em qualquer lugar, antes de serem julgados pelas leis humanas, já se sentem culpados pela consciência.

É por isso que os infratores fogem. De quem fogem ?

Quem os está espantando é a própria consciência, é o tribunal dentro do homem, cumprindo a lei natural.

É o que chamamos Deus dentro de nós.

 

Romanos 2 : 15 – Estes mostram a norma da lei gravada no seu coração, testemunhando-lhes também a consciência e os seus pensamentos, mutuamente acusando-se ou defendendo-se,

 

Romanos 14 : 10 – Tu, porém, por que julgas teu irmão?

E tu, por que desprezas o teu?

Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus.

 

II Coríntios 5 : 10 – Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.

 

 

O mal sempre recai sobre o seu causador, no entanto, se quem causou o mal foi pressionado para tal, a sua pena é mais leve;

ela se divide com quem o levou a cometer a falta.

 

Jó 4 : 8 – Segundo eu tenho visto, os que lavram a iniquidade e semeiam o mal, isso mesmo eles segam (ceifam).

 

É nesse sentido que sempre falamos que as faltas cometidas pelas almas nunca são iguais, como não são iguais as correções aplicadas pelas consciências.

 

Jó 34: 11 – Pois retribui ao homem segundo as suas obras e faz que a cada um toque segundo o seu caminho.

 

Se queres saber quem é que faz o mal, é aquele que tem o mal dentro de si, e nós os reconheceremos pelos seus pensamentos, pelas suas palavras e pela sua vida.

 

Provérbios 12 : 6 – As palavras dos perversos são emboscadas para derramar sangue, mas a boca dos retos livra homens.

 

Provérbios 12 : 13 – Pela transgressão dos lábios o mau se enlaça, mas o justo sairá da angústia.

 

Se o homem é uma árvore espiritual, vamos anotar o que disse o Evangelho sobre esse assunto :

Não há árvore boa que dê mau fruto;

nem árvore má que dê bons frutos.

(Lucas 6 : 43)

 

Ninguém culpa ninguém.

As bocas no mundo falam o que lhes convém falar, no entanto, o vento pode levar a maledicência.

Somente deveremos ter medo é da consciência, essa boca interna que somente fala a verdade, porque ela é algo de Deus no centro da alma, a registrar o que ocorre e a julgar as ações do Espírito, na mais profunda sinceridade.

 

Hebreus 4 : 12 – 13

12  Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.

 

13  E não há criatura que não seja manifesta na sua presença;

pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas.

 

 

A lei garante que o  mal somente recai sobre o seu causador.

Não precisamos ter medo.

 

Se andarmos na luz da honestidade, se amarmos e perdoarmos, temer o que ? Jesus veio nos ensinar um amor diferente, mas universal :

 

Se fizerdes o bem aos que vos fazem o bem, qual é a vossa recompensa ?

Até os ímpios (pecadores) fazem isso. ( Lucas 6 : 33)

 

 

É nosso dever fazer o bem a quem nos faz o bem, mas o amor nos ensina que até os homens que fazem o mal, procedem assim.

Nós devemos amar aos que nos apedrejam, orar pelos que nos caluniam e servir sempre a todas as criaturas sem distinção, porque Deus, que é o PAI, age desta maneira.

Ficamos conhecendo essa lei por Jesus.

 

Mateus 5 : 44 – 48

44  Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem;

 

45  para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos.

 

46  Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo?

 

47  E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo?

 

48  Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.

 

Publicano : Na Roma antiga, cobrador de rendimentos públicos.
Gentio : Para os hebreus, o estrangeiro; Para os cristãos, aquele que professava o paganismo.

 

Lucas 6 : 35 – 38

35  Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem esperar nenhuma paga;

será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo.

Pois ele é benigno até para com os ingratos e maus.

 

36  Sede misericordiosos, como também é misericordioso vosso Pai.

 

37  Não julgueis e não sereis julgados;

não condeneis e não sereis condenados;

perdoai e sereis perdoados;

 

38  dai, e dar-se-vos-á;

boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão;

porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.

 

 

Para os santos não há culpados, porque eles sabem que não devem julgar a ninguém.

Nem o Cristo quis fazê-lo.

 

Os envolvidos no mal já estão condenados pelo tribunal maior, a consciência.

Muitos dos velhacos, em se falando de faltas, procuram sempre quem os cometa em seu lugar, pensando que, fazendo assim, se livram da corrigenda.

 

Provérbios 24 : 12 – Se disseres: Não o soubemos, não o perceberá aquele que pesa os corações?

Não o saberá aquele que atenta para a tua alma?

E não pagará ele ao homem segundo as suas obras?

 

 

Como se enganam!

A sua própria consciência registra tudo o que pensam, o que falam e fazem, e o chicote do remorso estala no momento certo, nas fibras mais sutis da alma, para que ela não pratique mais esses atos que os levam à decadência moral.

 

O mundo está se movendo pelas forças do progresso, e no amanhã, que não se encontra muito distante, não haverá mais culpados, por não existirem mais faltas;

o reino da consciência passará a ser o reino de Deus dentro das criaturas.

 

Lucas 17 : 21 – Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está!

Porque o reino de Deus está dentro de vós.

 

 

É o céu que desce para a terra, é a terra que sobe para o céu, e nesses encontros haverá novos céus e novas terras para a felicidade dos Espíritos.

 

II Pedro 3 : 13 – Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: