Leis Morais – Lei da Adoração- Adoração Exterior – LE – item 653 – A adoração tem necessidade de manifestações exteriores?

31 jul

LEIS MORAISLEI DA ADORAÇÃO653ADORAÇÃO EXTERIOR.

 

Leis MoraisLei da Adoração Adoração ExteriorLEitem 653 –  A adoração tem necessidade de manifestações exteriores?

 

Livro : O Livro dos EspíritosParte TerceiraLeis MoraisCapítulo IILei da AdoraçãoAdoração Exterioritem 653

 

ADORAÇÃO EXTERIOR

653 A adoração tem necessidade de manifestações exteriores?

A verdadeira adoração é a do coração.

Em todas as vossas ações, imaginai sempre que o Senhor está convosco.

 

Colossenses 3 : 16 – Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo;

instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria,

louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.

 

João 4 : 24 – Deus é espírito;

e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

 

Lucas 17 : 21 – Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está!

Porque o reino de Deus está dentro de vós.

 

 

653 a  A adoração exterior é útil?

Sim, se não for uma farsa, uma vã simulação.

 

Êxodo 20 : 7 –  Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão,

porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.

 

 

É sempre útil dar um bom exemplo;

mas aqueles que o fazem de forma fingida ou por amor-próprio e cuja conduta desmente a piedade que aparentam,

dão um exemplo antes mau do que bom e fazem mais mal do que pensam.

 

Mateus 6 : 7 – E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios;

porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos.

 

Mateus 15 : 7 – 9

Hipócritas! Bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo:

Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.

E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.

 

 

Livro : Filosofia Espírita  XIII –  Capítulo 41Espírito MiramezPsicografado por João Nunes Maiaitem 653.

 

653/LE

 

ADORAÇÃO EXTERIOR

 

Os povos primitivos não têm outros meios do que a adoração exterior, e ela serve para eles, devido aos seus limitados conhecimentos sobre a verdade.

Não podemos exigir uma adoração em espírito e verdade de quem não pode dá-la; seria violência com o tipo de vida e a evolução que ele comporta.

 

Não deves criticar os adoradores de Deus que se servem dos meios materiais para fazê-lo.

Se já conheces o Pai e sentes a necessidade de adorá-Lo pela gratidão, na pureza do amor, faze-o pela tua altura espiritual já conquistada.

Quem mais aprendeu deve ter mais tolerância para com os ignorantes.

 

Hebreus 5 : 2 –  e é capaz de condoer-se dos ignorantes e dos que erram, pois também ele mesmo está rodeado de fraquezas.

 

Um professor não deve exigir de um aluno nos primeiros cursos o que os universitários já conhecem.

A lei dos afins são as melhores em todos os campos de vida.

O aprendizado é gradativo.

 

A Doutrina dos Espíritos apareceu no mundo como sendo a terceira revelação, e como tal mostrar-nos-á as leis mais claras, nos despertando para uma vida mais pura.

 

Hebreus 1 : 14 – Não são todos eles ESPÍRITOS ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?

 

Hebreus  2 : 1 – 3

Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos.

Se, pois, se tornou firme a palavra falada por meio de anjos, e toda transgressão ou desobediência recebeu justo castigo,

como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação?

A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;

 

 

João 14 : 26 – mas o Consolador, o Santo Espírito, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.

 

João 16 : 12 – 14

12  Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora;

 

13  quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade;

porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido

e vos anunciará as coisas que hão de vir.

 

14  Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

 

 

Assim acontecendo, oremos e ajudemos aos que se encontram na retaguarda da filosofia divina, que nós também precisamos dos que se encontram à nossa frente, encarnados e desencarnados.

 

Entrelacemos as mãos, porque somos todos elos da divina força de Deus em busca da luz.

 

João 8 : 12 – De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo;

quem me segue não andará nas trevas;

pelo contrário, terá a luz da vida.

 

 

A adoração verdadeira nasce do coração, envolvendo todos os sentimentos.

 

Devemos acionar os pensamentos em gratidão, todos os dias, Àquele que nos criou,

não para lembrá-lo de que existimos, pois, Ele está presente em tudo,

mas, com esse gesto nos aproximarmos d’Ele, pela força do amor.

 

Efésios 5 : 19 – 20

19  falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais,

20  dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,

 

 

O perigo da adoração exterior é atrair gente que somente pelos lábios mostra, por vaidade, que está adorando a Deus.

 

Mateus 6 : 7 – E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios;

porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos.

 

 

Marcos 7 : 6 – 9

Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito:

Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.

 

E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.

 

Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens.

 

E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição.

 

 

Quem já o faz em espírito e verdade, tendo oportunidade de esclarecer aos que desconhecem essa modalidade divina de adorar a Deus,

deve fazê-lo sem afetação, sem vaidade, sem orgulho e com humildade, pois sendo Ele Deus, vê todos os nossos feitos e reconhece as nossas intenções.

 

João 4 : 24 – Deus é espírito;

e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

 

Salmos 139 : 1 – 4

SENHOR, tu me sondas e me conheces.

Sabes quando me assento e quando me levanto;

de longe penetras os meus pensamentos.

 

Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos.

 

Ainda a palavra me não chegou à língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda.

 

 

A pureza, em tudo que fazemos,

é luz em nossos caminhos,

é paz nas nossas vidas,

é amor que o nosso coração irradia em todas as direções.

 

 

I Coríntios 10 : 31 – Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer,

fazei tudo para a glória de Deus.

 

Colossenses 3 : 17 – E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação,

fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

 

Romanos 13 : 8 – 10

A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros;

pois quem ama o próximo tem cumprido a lei.

 

Pois isto: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não cobiçarás, e, se há qualquer outro mandamento,

tudo nesta palavra se resume: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

 

10  O amor não pratica o mal contra o próximo;

de sorte que o cumprimento da lei é o amor.

 

 

João 13 : 34 – 35

34  Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros;

assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros.

 

35  Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.

 

 

No momento da adoração sincera, quando chamamos Jesus de Mestre e Senhor, Ele está sentindo e vendo isso, pelos Seus atributos divinos.

Vejamos o que Ele mesmo disse aos Seus adoradores:

Vós me chamastes o Mestre e o Senhor, e dizeis bem, porque Eu o Sou. (João 13 : 13)

 

 

A adoração sincera é divina, mas ela deve se estender aos pensamentos, às ideias, às palavras e às ações.

 

Filipenses 4 : 8 – Finalmente, irmãos,

tudo o que é verdadeiro,

tudo o que é respeitável,

tudo o que é justo,

tudo o que é puro,

tudo o que é amável,

tudo o que é de boa fama,

se alguma virtude há

e se algum louvor existe,

seja isso o que ocupe o vosso pensamento.

 

 

O verdadeiro adorador de Deus e Cristo, o é pela vida que leva dentro da pureza, onde o amor universal seja o instrumento dessa gratidão.

 

II Pedro 1 : 3 – 8

Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude,

 

pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo,

 

por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência,

associai com a vossa fé a virtude;

com a virtude, o conhecimento;

 

com o conhecimento, o domínio próprio;

com o domínio próprio, a perseverança;

com a perseverança, a piedade;

 

com a piedade, a fraternidade;

com a fraternidade, o amor.

 

Porque estas coisas, existindo em vós e em vós aumentando,

fazem com que não sejais nem inativos, nem infrutuosos no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

Aqueles que louvam o Senhor somente para mostrar seus gestos, estando longe seus sentimentos, desconhecem as consequências do que fazem.

 

Mateus 23 : 27 – 28

27  Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia!

 

28  Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens,

mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniquidade.

 

 

Falta-lhes maturidade espiritual, e a paciência de Deus continua esperando que o tempo e as Suas leis naturais possam levar Seus filhos a compreenderem seus maiores deveres ante a paternidade universal.

 

A adoração válida é aquela que corresponde à evolução da alma, desde quando o amor seja o instrumento e a sinceridade a marca mais segura do filho ao Pai.

 

I João 2 : 5 – 6

Aquele, entretanto, que guarda a sua palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus.

 

Nisto sabemos que estamos nele:

aquele que diz que permanece nele,

esse deve também andar assim como ele andou.

 

 

I João 4 : 16 – E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós.

Deus é amor,

e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele.

 

 

Dos espíritas, esperamos que adorem ao Senhor em espírito e verdade, de modo que a verdade os liberte.

 

João 4 : 24 – Deus é espírito;

e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

 

João 8 : 32 – e conhecereis a verdade,

e a verdade vos libertará.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: