LEIS MORAIS – LEI DA ADORAÇÃO – 657 – VIDA CONTEMPLATIVA – Os homens que se entregam à vida contemplativa, não fazendo nenhum mal e pensando apenas em Deus, têm mérito perante Deus?

1 out

LEIS MORAISLEI DA ADORAÇÃO657VIDA CONTEMPLATIVA 

Os homens que se entregam à vida contemplativa, não fazendo nenhum mal e pensando apenas em Deus, têm mérito perante Deus?

 

Livro : O Livro dos EspíritosParte TerceiraLeis MoraisCapítulo IILei da AdoraçãoVIDA CONTEMPLATIVALEitem 657 .

 

VIDA CONTEMPLATIVA

 

657 Os homens que se entregam à vida contemplativa (de meditação, reflexão), não fazendo nenhum mal e pensando apenas em Deus, têm mérito perante Deus?

Não, porque se não fazem o mal também não fazem o bem, e são inúteis;

aliás, não fazer o bem já é um mal.

 

II Coríntios 5 : 10 – Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo,

para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.

 

 

Deus quer que se pense n’Ele, mas não que se pense apenas n’Ele, uma vez que deu ao homem deveres a cumprir na Terra.

 

Mateus 25 : 31 – 40

31  Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória;

32  e todas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas;

33  e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos, à esquerda;

 

34  então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita:

Vinde, benditos de meu Pai!

Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.

 

35  Porque tive fome, e me destes de comer;

tive sede, e me destes de beber;

era forasteiro, e me hospedastes;

 

36  estava nu, e me vestistes;

enfermo, e me visitastes;

preso, e fostes ver-me.

 

37  Então, perguntarão os justos:

Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer?

Ou com sede e te demos de beber?

 

38  E quando te vimos forasteiro e te hospedamos?

Ou nu e te vestimos?

39  E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar?

 

40  O Rei, respondendo, lhes dirá:

Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

 

 

Aquele que consome seu tempo na meditação e na contemplação não faz nada de meritório aos olhos de Deus, porque a dedicação de sua vida é toda pessoal e inútil para a humanidade, e Deus lhe pedirá contas do bem que não tiver feito. (Veja a questão 640.)

 

Hebreus 13 : 16 – Não negligencieis, igualmente, a prática do bem e a mútua cooperação;

pois, com tais sacrifícios, Deus se compraz.

 

Apocalipse 2: 23 – …….. e vos darei a cada um segundo as vossas obras.

 

Apocalipse 22: 12 – E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras.

 

 

Livro : Filosofia Espírita  XIII –  Capítulo 45Espírito MiramezPsicografado por João Nunes Maiaitem 657.

 

657/LE

 

CONTEMPLAÇÃO

 

A vida contemplativa é um estágio da alma que procura algo de real para a sua solidificação espiritual.

O “nada se perde” pode ser usado em tudo.

À primeira vista, nos parece que a contemplação de nada serve;

evidentemente não serve para nós, mas prepara quem está sem rumo para um trabalho no futuro, de grande valia.

 

Nunca devemos incentivar a vida contemplativa, pois é semente de difícil germinação, todavia, quem precisa dela na espontaneidade de suas decisões, que o faça, e que Deus abençoe o seu gesto no preparo para a vida maior.

 

Diante deste assunto, vamos repetir a resposta à pergunta de número quinhentos e trinta e seis, quando os Espíritos benfeitores assim respondem :

Tudo tem uma razão de ser, e nada acontece sem a permissão de Deus.

 

Quem tem uma vida contemplativa, o que nos dias atuais já não ocorre muito, desejou tê-la.

O desejo é uma prece, e Deus permitiu, conforme relata “O Livro dos Espíritos”.

 

Sabemos que o homem ignorante é fácil de entrar nas linhas do fanatismo;

da adoração pela vida reta, ele passa para a contemplação, que é vida inerte, contudo, Deus aproveita tudo para a iluminação das criaturas.

É, repetimos, o nada se perde.

 

Houve uma época em que, no velho Oriente, se encontrava multidão de pessoas em estado de contemplação, com ideia fixa de entrar no Todo, em busca da felicidade,

e Jesus veio salvar essas criaturas, colocando-as em movimento, porque o próprio Deus que eles adoravam somente pelo pensamento, trabalha constantemente.

Se Ele parar por uma fração de segundo, toda a criação se desnorteia em seus destinos.

 

João 5 : 17 – Mas ele lhes disse:

Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.

 

Porque o filho do homem veio salvar o que estava perdido. (Mateus 18 : 11)

 

 

Jesus não ficou se demorando em contemplações improfícuas para Ele,

mas apenas orava em curtos minutos,

pedindo ao Pai forças novas para as Suas grandes realizações.

 

João 26 : 36 – 41

36  Em seguida, foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos:

Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar;

 

37  e, levando consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se.

 

38  Então, lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte;

ficai aqui e vigiai comigo.

 

39  Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo:

Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice!

Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres.

 

40  E, voltando para os discípulos, achou-os dormindo;

e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudestes vós vigiar comigo?

 

41  Vigiai e orai, para que não entreis em tentação;

o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

 

 

E ensinou, igualmente, aos Seus discípulos a se movimentarem permanentemente.

 

Atos 20 : 35 – Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer os necessitados e recordar as palavras do próprio Senhor Jesus:

Mais bem-aventurado é dar que receber

 

O Espírito, quando chega a um grau de despertamento, não deve parar, porque seus poderes desenvolvidos, quanto mais circularem em serviço de Deus, mais crescem em Cristo.

 

I Pedro 4 : 10 – Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

 

Precisamos anotar na mente que aquele que pára de fazer o mal, por vezes fica algum tempo sem fazer o bem, para ir gradativamente se acostumando com a ideia de luz do bem coletivo.

As mudanças bruscas não podem acontecer.

 

Salmos 34 : 14 – Aparta-te do mal e pratica o que é bom;

procura a paz e empenha-te por alcançá-la.

 

 

Vê que Jesus, na Sua jornada de luz, do Céu para a Terra, o quanto demorou, e mesmo quando estava na Terra, silenciou dos treze aos trinta anos, esperando a hora que o Pai determinaria para a Sua ação junto ao Seu rebanho!

 

Marcos 1 : 9 – 11

Naqueles dias, veio Jesus de Nazaré da Galiléia e por João foi batizado no rio Jordão.

10  Logo ao sair da água, viu os céus rasgarem-se e o Espírito descendo como pomba sobre ele.

11  Então, foi ouvida uma voz dos céus:

Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.

 

 

É justo que quem passa a vida toda em estado de contemplação nada faz de meritório para os outros, mas não podemos esquecer que ele faz para si mesmo, algo que o prepara para o benefício coletivo no futuro.

Ninguém nasce perfeitamente despertado para a Luz;

esse despertamento custa-lhe tempo, espaço e boa vontade

 

Efésios 2 : 10 – Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.

 

 

Os grandes ensinamentos sempre vibraram na Terra, porque Deus nada esquece; mas somente os que têm maturidade os aceitam e vivem no dia-a-dia.

 

Tiago 1 : 22 ; 25

22  Tornai-vos, pois, praticantes da palavra

e não somente ouvintes,

enganando-vos a vós mesmos.

 

25  Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.

 

 

Não conhecemos Espírito algum, já livre de todo o mal, iluminado, que não tenha passado, pelos mesmos trilhos de despertamento, pelos mesmos processos de elevação que estão destinados a todos.

 

A luz da alma é a soma de muitas vestes físicas, que a lei de amor determina na mais alta expressão de carinho.

 

Atos 14 : 22 –  .. fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé;

e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus

 

 

I Pedro 5 : 10 – depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar.

 

I Timóteo 2 : 4 – o qual deseja que TODOS os homens sejam salvos

e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: