LEIS MORAIS – LEI DA ADORAÇÃO – 669 – SACRIFÍCIOS – O hábito de sacrifícios humanos vem da mais alta Antiguidade. Como o homem pôde ser levado a acreditar que tais coisas pudessem ser agradáveis a Deus?

31 mar

LEIS MORAISLEI DA ADORAÇÃO669SACRIFÍCIOS 

 

O hábito de sacrifícios humanos vem da mais alta Antiguidade.

Como o homem pôde ser levado a acreditar que tais coisas pudessem ser agradáveis a Deus?

 

Livro : O Livro dos EspíritosParte TerceiraLeis MoraisCapítulo IILei da AdoraçãoSacrifíciositem 669.

 

SACRIFÍCIOS

669 O hábito de sacrifícios humanos vem da mais alta Antiguidade. Como o homem pôde ser levado a acreditar que tais coisas pudessem ser agradáveis a Deus?

Primeiramente, porque não compreendia Deus como fonte da bondade.

 

Salmos 107 : 8 – Rendam graças ao SENHOR por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens!

 

 

Entre os povos primitivos, a matéria domina o espírito;

eles se entregam aos instintos animais, e é por isso que são geralmente cruéis, porque o seu sentido moral ainda não se desenvolveu.

 

Êxodo 32 : 1 – 9

Mas, vendo o povo, que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão e lhe disse:

Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós;

pois, quanto a este Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe terá sucedido.

 

Disse-lhes Arão: Tirai as argolas de ouro das orelhas de vossas mulheres, vossos filhos e vossas filhas e trazei-mas.

Então, todo o povo tirou das orelhas as argolas e as trouxe a Arão.

 

Este, recebendo-as das suas mãos, trabalhou o ouro com buril e fez dele um bezerro fundido.

Então, disseram: São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito.

 

Arão, vendo isso, edificou um altar diante dele e, apregoando, disse: Amanhã, será festa ao SENHOR.

No dia seguinte, madrugaram, e ofereceram holocaustos, e trouxeram ofertas pacíficas;

e o povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se.

 

Holocausto : Entre os antigos hebreus, sacrifício em que se queimavam inteiramente as vítimas; imolação  (sacrifício cruento).
 

Então, disse o SENHOR a Moisés: Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste sair do Egito, se corrompeu

 

e depressa se desviou do caminho que lhe havia eu ordenado;

fez para si um bezerro fundido, e o adorou, e lhe sacrificou, e diz: São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito.

 

Disse mais o SENHOR a Moisés: Tenho visto este povo, e eis que é povo de dura cerviz (cabeça).

 

 

Além disso, os homens primitivos deveriam acreditar, naturalmente, que uma criatura viva tinha muito mais valor aos olhos de Deus do que um morto.

Foi isso que os levou a sacrificar primeiro os animais e em seguida os homens, uma vez que, seguindo sua falsa crença, pensavam que o valor do sacrifício estava diretamente ligado à importância da vítima.

 

Números 28 : 14 – As suas libações serão a metade de um him de vinho para um novilho, e a terça parte de um him para um carneiro, e a quarta parte de um him para um cordeiro;

este é o holocausto da lua nova de cada mês, por todos os meses do ano.

 

Libação : Entre os pagãos, ritual religioso que consistia em derramar um líquido de origem orgânica (vinho, óleo, leite, etc.) como oferenda a qualquer divindade.
Him : 6, 6 litros

 

 

Na vida material, se ofereceis um presente a alguém, o escolheis de um valor tanto maior quanto quereis demonstrar à pessoa mais amizade e consideração.

Devia ocorrer o mesmo com os homens ignorantes em relação a Deus.

 

 

669 a Assim, os sacrifícios de animais teriam precedido os sacrifícios humanos?

 

Sim. Não há dúvida quanto a isso.

 

 

669 b Então, de acordo com essa explicação, os sacrifícios humanos não teriam sua origem num sentimento de crueldade?

 

Não, mas numa ideia errônea de ser agradável a Deus.

Vede o que ocorreu com Abraão.

Depois, os homens abusaram ao sacrificar seus inimigos.

Porém, Deus nunca exigiu sacrifícios de animais, nem de homens;

Ele não pode ser honrado com a destruição inútil de sua própria criatura.

 

Abraão: patriarca da Bíblia que se propôs a sacrificar Isaac, seu filho, a Deus, como prova de obediência, mas pela intervenção de um Espírito foi impedido de fazê-lo – Veja em Gênese, 22 : 1 – 19 (N. E.).

 

Gênese 22 : 1, 2

Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova e lhe disse:

Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui!

 

Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá;

oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei.

 

Observação :

Este “Deus”, não era o Deus verdadeiro, mas, apenas um mensageiro, como se constata no estudo de strongs.

 

1  Depois <0310> dessas coisas <01697>, pôs <05254> <00> Deus <0430> Abraão <085> à prova <05254> (8765) e lhe disse <0559> (8799): Abraão <085>! Este lhe respondeu <0559> (8799): Eis-me aqui <02009>!

 

0430 Myhla ‘elohiym

 

1) (plural)

1a) governantes, juízes

1b) seres divinos

1c) anjos

1d) deuses

2) (plural intensivo-sentido singular)

2a) deus, deusa

 

 

Gênese 22 : 11 –  Mas do céu lhe bradou o Anjo do SENHOR: Abraão! Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui!

 

11  Mas do céu <08064> lhe bradou <07121> (8799) o Anjo <04397> do SENHOR <03068>: <0559> (8799) Abraão <085>! Abraão <085>! Ele respondeu <0559> (8799): Eis-me aqui <02009>!

 

Gênese 22 : 15 – Então, do céu bradou pela segunda vez o Anjo do SENHOR a Abraão

 

15  Então, do céu <08064> bradou <07121> (8799) pela segunda vez <08145> o Anjo <04397> do SENHOR <03068> a Abraão <085>

 

 

04397 Kalm mal’ak

1) mensageiro, representante

1a) mensageiro

1b) anjo

 

 

Hebreus 1 : 13 – 14

13 Ora, a qual dos anjos jamais disse: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por estrado dos teus pés?

14 – Não são todos eles ESPÍRITOS ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?

 

 

Marcos 12 : 32 – 33

32  Disse-lhe o escriba: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que ele é o único, e não há outro senão ele,

 

33  e que amar a Deus de todo o coração e de todo o entendimento e de toda a força,

e amar ao próximo como a si mesmo excede a todos os holocaustos e sacrifícios.

 

 

 

Livro : Filosofia Espírita  XIV –  Capítulo 6Espírito MiramezPsicografado por João Nunes Maiaitem 669.

 

669/LE

 

SACRIFÍCIOS HUMANOS

 

Os sacrifícios humanos, nos primórdios da civilização, tiveram a sua origem na necessidade e na ignorância dos homens, em seu empenho em agradar às divindades, o que caracterizou a aceitação de sua dependência a algo superior a eles.

Acreditavam nos deuses sem submeter a exame o que eles diziam, pondo de lado o raciocínio, e assim como ouviam, assim praticavam.

É certo que, em muitos casos, influíram na interferência de Espíritos ligados a paixões inferiores.

 

 

Salmos 106 : 38 – e derramaram sangue inocente, o sangue de seus filhos e filhas, que sacrificaram aos ídolos de Canaã;

e a terra foi contaminada com sangue.

 

 

Já no que tange ao Espiritismo, as comunicações foram submetidas ao exame rigoroso, e muitas das mensagens recebidas pelos médiuns na época da codificação foram para a cesta de rascunhos, abandonadas como lixo imprestável.

Sempre existiram os falsos profetas junto aos verdadeiros.

 

I João 4 : 1 – Amados, não deis crédito a qualquer espírito;

antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora.

 

 

Um dos deuses, chamado Moloc, exigia carne humana para resolver os problemas materiais dos homens que serviam de instrumentos para a sua presença;

 

Atos 7 : 43 –  e, acaso, não levantastes o tabernáculo de Moloque e a estrela do deus Renfã, figuras que fizestes para as adorar?

Por isso, vos desterrarei para além da Babilônia.

 

 

…depois passaram para sacrifícios de animais, ato impudico que até hoje, no século vinte, acontece, expressando a barbaridade de uma civilização.

Depois que a razão começou a dominar os instintos inferiores das criaturas, foram diminuindo esses feitos que envergonham as consciências dos que alimentavam a ideia de sacrifício, e quando este chegava apontando um ente querido seu, ele começava a se revoltar e se desfazer das suas ideias maquiavélicas.

 

A humanidade cresce e, pela lei, devem crescer com ela os seus hábitos.

O homem do terceiro milênio deve ser um homem novo, nascido do velho, que se esquecerá de sua própria história, pela sua renovação de propósitos.

 

 

II Coríntios 5 : 17 – E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura;

as coisas antigas já passaram;

eis que se fizeram novas.

 

 

Efésios 4 : 20 – 32

20  Mas não foi assim que aprendestes a Cristo,

21  se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus,

 

22  no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano,

 

23  e vos renoveis no espírito do vosso entendimento,

 

24  e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.

 

25  Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.

 

26  Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira,

27  nem deis lugar ao diabo.

 

28  Aquele que furtava não furte mais;

antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado.

 

29  Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.

 

30  E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.

 

31  Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia.

 

32  Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.

 

 

Colossenses 3 : 7 – 14

Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas.

 

Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto:

ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar.

 

Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos

 

10  e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;

 

11  no qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre;

porém Cristo é tudo em todos.

 

12  Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados,

de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.

 

13  Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem.

Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós;

 

14  acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.

 

 

Deus, realmente, não quer sacrifícios, mas aceitou-os para que os homens compreendessem mais tarde que não deveriam proceder assim.

 

Salmos 40 : 6 – Sacrifícios e ofertas não quiseste;

abriste os meus ouvidos;

holocaustos e ofertas pelo pecado não requeres.

 

 

O instinto do homem é matar para sobreviver, é tomar de outrem para seu bem-estar, é, enfim, a manifestação do egoísmo e do orgulho em todos os lados da evolução humana.

 

Quanto mais o país se diz civilizado, mais vive à custa dos sacrifícios dos subdesenvolvidos.

 

E, por isso, Jesus veio ao cenário da Terra:

para educar todos os povos, porque o ser humano educado, obedece  às leis de Deus na sua pureza espiritual.

 

Foi entregue ao Espiritismo a missão de educar a criatura, no sentido de que quando ela recebe a instrução, a utilize somente para o bem das criaturas.

 

 

João 14 : 26 – mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome,

esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.

 

 

João 16 : 12 – 14

12  Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora;

 

13  quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade;

porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido

e vos anunciará as coisas que hão de vir.

 

14  Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

 

 

“O céu”, disse Jesus, “está dentro de vós”, e, realmente, ele se encontra no coração das pessoas;

basta que a vontade de melhorar seja acionada, para que isso se exteriorize, e para tanto, a natureza pede esforço próprio.

 

 

Lucas 17 : 20 – 21

20  Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu:

Não vem o reino de Deus com visível aparência.

 

21  Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está!

Porque o reino de Deus está dentro de vós.

 

 

Mateus 11 : 12 – Desde os dias de João Batista até agora,

o reino dos céus é tomado por esforço,

e os que se esforçam se apoderam dele.

 

Lucas 16 : 16 – A Lei e os Profetas vigoraram até João;

desde esse tempo, vem sendo anunciado o evangelho do reino de Deus,

e todo homem se esforça por entrar nele.

 

 

Desde quando já recebemos a razão e a inteligência, é para que nos sirvamos delas no serviço de disciplina dos nossos impulsos inferiores.

A parte que nos cabe deveremos fazê-la para o nosso próprio bem e da humanidade inteira.

 

 

Gálatas 5 : 22 – 23

22  Mas o fruto do Espírito é:

amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade,

 

23  mansidão, domínio próprio.

Contra estas coisas não há lei.

 

 

II Pedro 1 : 3 – 8

Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude,

 

pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo,

 

por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência,

associai com a vossa fé a virtude;

com a virtude, o conhecimento;

 

com o conhecimento, o domínio próprio;

com o domínio próprio, a perseverança;

com a perseverança, a piedade;

 

com a piedade, a fraternidade;

com a fraternidade, o amor.

 

Porque estas coisas, existindo em vós e em vós aumentando,

fazem com que não sejais nem inativos, nem infrutuosos no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

Os sacrifícios dos animais precedem aos sacrifícios humanos, e de novo eles desejam voltar, como pena de morte, e morte de todos os tipos, como se este tipo de punição fosse agradável a Deus.

Se todos somos irmãos em Jesus Cristo, matar para que, se ninguém morre ?

 

Marcos 12 : 27 – Ora, ele não é Deus de mortos, e sim de vivos.

Laborais em grande erro.

 

 

Lucas 20 : 38 – Ora, Deus não é Deus de mortos, e sim de vivos;

porque para Ele todos vivem.

 

 

Se Jesus fosse ver esse modo de pensar, não viria à Terra, mas, o que O trouxe aqui foi o Seu amor pelos que sofrem.

 

Ele não mandou matar os encarcerados e, sim, visitá-los, levando-lhes a esperança da vida e fazendo-os crer na lei de amor para todas as criaturas.

 

 

Mateus 25 : 34 – 40

34  então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita:

Vinde, benditos de meu Pai!

Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.

 

35  Porque tive fome, e me destes de comer;

tive sede, e me destes de beber;

era forasteiro, e me hospedastes;

 

36  estava nu, e me vestistes;

enfermo, e me visitastes;

preso, e fostes ver-me.

 

37  Então, perguntarão os justos:

Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer?

Ou com sede e te demos de beber?

 

38  E quando te vimos forasteiro e te hospedamos?

Ou nu e te vestimos?

 

39  E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar?

 

40  O Rei, respondendo, lhes dirá:

Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

 

 

Estamos na época de sacrificar nossas paixões inferiores, dando lugar, assim, à fraternidade.

Somente desta maneira surgirão novas terras e novos céus, onde tudo poderá existir com abundância.

 

 

Romanos 12 : 2 – 3

E não vos conformeis com este século,

mas transformai-vos pela renovação da vossa mente,

para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

 

Porque, pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém;

antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um.

 

 

Romanos 12 : 9 – 18

O amor seja sem hipocrisia.

Detestai o mal, apegando-vos ao bem.

 

10  Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.

 

11  No zelo, não sejais remissos (Descuidados, negligentes, desleixados);

sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor;

 

12  regozijai-vos na esperança,

sede pacientes na tribulação,

na oração, perseverantes;

 

13  compartilhai as necessidades dos santos;

praticai a hospitalidade;

 

14  abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis.

 

15  Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram.

 

16  Tende o mesmo sentimento uns para com os outros;

em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde;

não sejais sábios aos vossos próprios olhos.

 

17  Não torneis a ninguém mal por mal;

esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens;

 

18  se possível, quanto depender de vós,

 

tende paz com todos os homens;

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: