Tag Archives: LEIS MORAIS – LEI DO TRABALHO – 676 – NECESSIDADE DO TRABALHO – Por que o trabalho é imposto ao homem?

LEIS MORAIS – LEI DO TRABALHO – 676 – NECESSIDADE DO TRABALHO. Por que o trabalho é imposto ao homem?

14 jul

LEIS MORAISLEI DO TRABALHO676NECESSIDADE DO TRABALHO.

Por que o trabalho é imposto ao homem?

 

Livro : O Livro dos EspíritosParte TerceiraLeis Morais Capítulo IIILei do TrabalhoNecessidade do Trabalhoitem 676.

 

676. Por que o trabalho é imposto ao homem?

É uma consequência da sua natureza corpórea.

 

Provérbios 16 : 26 – A fome do trabalhador o faz trabalhar, porque a sua boca a isso o incita.

 

É uma expiação e ao mesmo tempo um meio de aperfeiçoar a sua inteligência.

Sem o trabalho o homem permaneceria na infância intelectual;

eis porque ele deve a sua alimentação, a sua segurança e o seu bem-estar ao seu trabalho e à sua atividade.

Ao que é extremamente fraco de corpo, Deus concebeu a inteligência para o compensar;

mas há sempre trabalho.

 

Provérbios 2 : 6 – 7

Porque o SENHOR dá a sabedoria, e da sua boca vem a inteligência e o entendimento.

Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos;

é escudo para os que caminham na sinceridade,

 

 

Livro : O Evangelho segundo o EspiritismoCapítulo XXVBUSCAI E ACHAREISAJUDA-TE, E O CÉU TE AJUDARÁ itens 1 – 4.

 

AJUDA-TE, E O CÉU TE AJUDARÁ

 

1 – Pedi, e dar-se-vos-á,

buscai, e achareis;

batei, e abrir-se-vos-á.

 

Porque todo o que pede, recebe;

e o que busca, acha;

e a quem bate, abrir-se-á.

 

Ou qual de vós, porventura, é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?

Ou, porventura, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente?

 

Pois se vós outros, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos,

quanto mais vosso Pai, que está nos Céus, dará boas dádivas aos que lhas pedirem. (Mateus, VII: 7-11).

 

 

2 – Segundo o modo de ver terreno, a máxima:

Buscai e achareis,

é semelhante a esta outra:

Ajuda-te e o céu te ajudará.

 

É o princípio da lei do trabalho, e por conseguinte, da lei do progresso.

Porque o progresso é o produto do trabalho,

desde que é este que põe em ação as forças da inteligência.

 

I Tessalonicenses 4 : 9 – 12

No tocante ao amor fraternal, não há necessidade de que eu vos escreva,

porquanto vós mesmos estais por Deus instruídos que deveis amar-vos uns aos outros;

 

10 e, na verdade, estais praticando isso mesmo para com todos os irmãos em toda a Macedônia.

 

Contudo, vos exortamos, irmãos, a progredirdes cada vez mais

11 e a diligenciardes por viver tranquilamente,

cuidar do que é vosso

e trabalhar com as próprias mãos, como vos ordenamos;

 

12 de modo que vos porteis com dignidade para com os de fora e de nada venhais a precisar.

 

 

Na infância da Humanidade, o homem só aplica a sua inteligência na procura de alimentos, dos meios de se preservar das intempéries e de se defender dos inimigos.

 

Mas Deus lhe deu, a mais do que ao animal, o desejo constante de melhorar, ou seja, essa aspiração do melhor, que o impele à pesquisa dos meios de melhorar a sua situação, levando-o às descobertas, às invenções, ao aperfeiçoamento da ciência, pois é a ciência que lhe proporciona o que lhe falta.

 

Graças às suas pesquisas, sua inteligência se desenvolve, sua moral se depura.

Às necessidades do corpo sucedem as necessidades do espírito:

após o alimento material, ele necessita do alimento espiritual.

É assim que o homem passa da selvageria à civilização.

 

 

I Coríntios 3 : 1 – 2

Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo.

 

Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido;

porque ainda não podíeis suportá-lo.

Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais.

 

 

Mas o progresso que cada homem realiza individualmente, durante a vida terrena, é coisa insignificante, e num grande número deles, até mesmo imperceptível.

Como, então, a Humanidade poderia progredir, sem a preexistência e a reexistência da alma?

 

Jeremias 1 : 5 – ANTES que eu te formasse no ventre materno , eu te conheci e ANTES que saísses da madre , te consagrei profeta às nações..

Jeremias 1 : 5 – Antes de Jeremias nascer , ele, como espírito, já tinha sido consagrado e constituído profeta por Deus.

 

 

Gálatas 1 : 15 – Quando, porém ao que me separou ANTES de eu nascer e me chamou pela sua graça, aprouve

16  revelar seu Filho em mim, para que eu o pregasse entre os gentios, sem detença, não consultei carne e sangue,

 

Em Gálatas 1 :15 , Paulo diz que Deus o separou antes de nascer. Isto quer dizer que ele era espírito e Deus o preparou para a sua missão na Terra , de evangelização.

 

 

Filipenses 1 : 21 – 24

21  Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro.

22  Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher.

23  Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor.

24  Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne.

 

 

Se as almas deixassem a Terra todos os dias, para não mais voltar,

a Humanidade se renovaria sem cessar com as entidades primitivas,

que teriam tudo a fazer e tudo a aprender.

 

Não haveria razão, portanto, para que o homem de hoje fosse mais adiantado que o dos primeiros tempos do mundo,

pois que, para cada nascimento, o trabalho intelectual teria de recomeçar.

 

A alma voltando, ao contrário, com o seu progresso já realizado,

e adquirindo de cada vez alguma experiência a mais,

vai assim passando gradualmente da barbárie à civilização material,

e desta à civilização moral. (Ver cap. IV, nº 17).

 

 

João 3 : 1 – 12

Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus;

porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.

 

A isto, respondeu Jesus:

Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo,

não pode ver o reino de Deus.

 

4 Perguntou-lhe Nicodemos:

Como pode um homem nascer, sendo velho?

Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?

 

Respondeu Jesus:

Em verdade, em verdade te digo:

quem não nascer da água e do Espírito

não pode entrar no reino de Deus.

 

O que é nascido da carne é carne;

e o que é nascido do Espírito é espírito.

 

Não te admires de eu te dizer:

importa-vos nascer de novo.

 

O vento (espírito) sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai;

assim é todo o que é nascido do Espírito.

 

Então, lhe perguntou Nicodemos:

Como pode suceder isto?

 

Acudiu Jesus:

10 Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas?

 

11 Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que temos visto;

contudo, não aceitais o nosso testemunho.

 

12 Se, tratando de coisas terrenas, não me credes,

como crereis, se vos falar das celestiais?

 

 

3 – Se Deus tivesse liberado o homem do trabalho físico, seus membros seriam atrofiados;

se o livrasse do trabalho intelectual, seu espírito permaneceria na infância, nas condições instintivas do animal.

 

Eis porque ele fez do trabalho uma necessidade, e lhe disse:

Busca e acharás;

trabalha e produzirás;

e dessa maneira serás filho das tuas obras,

terás o mérito da sua realização,

e serás recompensado segundo o que tiveres feito.

 

 

Mateus 16 : 27 Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos,

e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras.

 

Romanos 2: 6 – que retribuirá a cada um segundo o seu procedimento:

 

Romanos 14: 12 – Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.

 

 

4 – É em virtude da aplicação desse princípio que os Espíritos não vêm poupar ao homem o seu trabalho de pesquisar,

trazendo-lhe descobertas e invenções já feitas e prontas para a utilização,

de maneira a só ter que tomá-las nas mãos, sem sequer o incômodo de um pequeno esforço, nem mesmo de pensar.

 

Se assim fosse, o mais preguiçoso poderia enriquecer-se, e o mais ignorante tornar-se sábio, ambos sem nenhum esforço,

e atribuindo-se o mérito do que não haviam feito.

 

Não, os Espíritos não vêm livrar o homem da lei do trabalho,

mas mostrar-lhe o alvo que deve atingir e a rota que  leva a ele,

dizendo: Marcha e o atingirás!

Encontrarás pedras nos teus passos;

mantém-te vigilante, e afasta-as por ti mesmo!

Nós te daremos a força necessária, se quiseres empregá-la.

(Ver Livro dos Médiuns, cap. XXVI, nº 291 e segs.).

 

 

Hebreus 1 : 14 – Não são todos eles ESPÍRITOS ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?

 

Hebreus 2 : 1 – 3

Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos.

2 Se, pois, se tornou firme a palavra falada por meio de anjos, e toda transgressão ou desobediência recebeu justo castigo,

como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação?

A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;

 

 

Livro : O Livro dos MédiunsParte Segunda –Das Manifestações EspíritasCapítulo XXVIDas perguntas que se podem fazer aos Espíritos291.

 

291. PERGUNTAS SOBRE QUESTÕES MORAIS E MATERIAIS

 

 

17. Podemos pedir conselhos aos Espíritos?

Sim, não há dúvida.

Os Espíritos bons jamais se recusam a ajudar os que os invocam cheios de confiança,

principalmente quando se trata de assuntos da alma.

 

Mas repelem os hipócritas,

aqueles que fingem buscar a luz

e se comprazem nas trevas.

 

 

18. Os Espíritos podem aconselhar sobre questões de interesse particular?

Algumas vezes, conforme o caso.

Depende também dos Espíritos interpelados.

Os conselhos referentes à vida particular são dados com mais exatidão pelos Espíritos familiares, os que mais se ligam às pessoas e se interessam pelo que lhes concerne.

O Espírito familiar é o amigo, o confidente de vossos mais secretos pensamentos.

 

Mas frequentemente o cansais com perguntas tão estúpidas que ele se afasta.

Por outro lado seria absurdo interpelar sobre problemas íntimos a Espíritos estranhos, da mesma maneira que propô-los ao primeiro indivíduo que encontrásseis pela frente.

 

É bom não esquecer que a banalidade das perguntas é incompatível com a superioridade dos Espíritos.

Necessário também considerar as qualidades do Espírito familiar, que pode ser bom ou mau, segundo os motivos de simpatia que o ligam à pessoa.

O Espírito familiar de um homem mau é um mau Espírito, cujos conselhos podem ser perniciosos ( nocivos, perigosos).

Mas ele se afasta e cede o lugar a um Espírito melhor se o homem melhora.

O semelhante atrai o semelhante.

 

19. Os Espíritos familiares podem ajudar nos interesses materiais por meio de revelações?

Podem. E o fazem algumas vezes, segundo as circunstâncias, mas os Espíritos bons jamais se prestam a servir a cupidez.

 

Os maus fazem brilhar mil miragens aos vossos olhos para vos excitar e mistificar, levando-vos à decepção.

 

Sabei também que se a vossa prova é sofrer esta ou aquela vicissitude,

os Espíritos protetores podem vos ajudar a suportá-la com resignação,

às vezes amenizá-la, mas no interesse do vosso próprio futuro não podem afastá-la.

É assim que um bom pai não concede ao filho tudo o que este deseja.

 

 

Observação de Kardec:

 

Nossos Espíritos Protetores podem, em muitas circunstâncias, indicar-nos o melhor caminho, sem entretanto nos levarem a ele.

Do contrário perderíamos toda iniciativa e nada mais faríamos sem recorrer a eles, isso em prejuízo do nosso aperfeiçoamento.

Para progredir o homem tem sempre necessidade de adquirir experiências à sua própria custa.

É por isso que os Espíritos sábios, sempre prontos a nos aconselhar, entregam-nos às nossas próprias forças, como um instrutor hábil faz com seus alunos.

Nas circunstâncias ordinárias da vida nos aconselham pela inspiração e nos deixa assim todo mérito do bem, como toda a responsabilidade pelas más escolhas.

 

Seria abusar da condescendência dos Espíritos familiares e não compreender a sua missão, interrogá-los a todo instante sobre as questões mais corriqueiras, como o fazem certos médiuns.

 

Há os que por um sim ou um não tomam o lápis e pedem conselhos para as mais simples decisões.

Essa mania revela estreiteza de ideia e ao mesmo tempo a presunção de ter sempre um Espírito serviçal às ordens, sem nada mais a fazer do que se ocupar de nós e de nossos pequeninos interesses.

 

Além disso, equivale a aniquilar seu próprio julgamento e reduzir-se a um papel passivo, sem nenhum proveito no presente e com prejuízo certo para o progresso futuro.

Se há infantilidade em interrogar os Espíritos sobre questões fúteis, também é infantil, de parte dos Espíritos, ocuparem-se espontaneamente do que podemos chamar de rotina caseira.

Esses Espíritos podem ser bons, mas seguramente estão ainda muito terrenos.

 

 

Livro : Filosofia Espírita  XIV –  Capítulo 13Espírito Miramez Psicografado por João Nunes Maiaitem 676.

 

676/LE

 

POR QUE O TRABALHO ?

 

O trabalho é consequência da vida material animal.

Com a elevação da alma, ele vai se modificando, dada à pureza do Espírito.

No mundo espiritual elevado, o progresso atinge a modalidade do trabalho, de modo a oferecer ao trabalhador os meios conforme sua elevação espiritual.

 

Toda a atividade nobre é ação de louvor, é gratidão a Deus pelo ensejo de laborar em favor da evolução de todas as coisas.

 

A Natureza é pulsante em toda a parte;

as águas se movimentam em todos os rumos, o ar sopra em todas as direções, os raios solares se estendem por todas as gamas de vida.

 

A natureza íntima das árvores é inquieta, para mantê-las na forma que Deus lhes deu;

os átomos, com seus elétrons, prótons e nêutrons têm o seu cinetismo (movimento) próprio;

os planetas e sóis, as galáxias e acúmulos viajam pelo cosmo em velocidade empiricamente inimaginável, e Deus pulsa na intimidade de toda a criação.

A vida é, pois, movimento expresso em equação matemática.

 

Hebreus 11 : 3 – Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem.

 

Salmos 24 : 1 – 2

1 Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.

2 – Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes a estabeleceu.

 

Salmos 89 : 11 – Teus são os céus, tua, a terra;

o mundo e a sua plenitude, tu os fundaste.

 

Salmos 90 : 2 – Antes que os montes nascessem e se formassem a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus.

 

Provérbios 3 : 19 – 20

19  O SENHOR com sabedoria fundou a terra, com inteligência estabeleceu os céus.

20  Pelo seu conhecimento os abismos se rompem, e as nuvens destilam orvalho.

 

 

Compreendemos que o trabalho, na área do ser humano e espiritual, é necessário para que possamos manter a vida no ritmo do Criador.

 

Precisamos amar o trabalho, seja ele qual for,

e quando o fizermos, façamo-lo com perfeição,

desde a vestimenta até as orações,

desde os pensamentos até as conversações;

 

tudo é ocupação e necessário se torna que façamos tudo com inteligência,

e que sempre esteja nos inspirando o Evangelho de Jesus.

 

 

Efésios 6 : 6 – 7

não servindo à vista, como para agradar a homens,

mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus;

 

servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens,

 

 

Colossenses 3 : 17 – E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação,

fazei-o em nome do Senhor Jesus,

dando por ele graças a Deus Pai.

 

 

Raciocinemos sobre o que registrou Lucas, no capítulo doze, versículo seis:

Não se vendem cinco pardais por dois ceitis  (quantia ínfima) ? Entretanto, nenhum deles está em esquecimento diante de Deus.

 

As mínimas coisas são olhadas pelo Doador Divino;

nada fica no esquecimento.

Qualquer tarefa feita com honestidade é trabalho que a consciência aprova.

 

A inteligência se desenvolve no exercício permanente de lidas constantes.

No mundo espiritual se trabalha ainda mais do que nas hostes (multidão) da Terra.

 

Se Deus parar por um segundo na marca do relógio do mundo, se desfará todo o Universo, que é harmonia divina.

 

João 5 : 17 – Mas ele lhes disse:

Meu Pai trabalha até agora,

e eu trabalho também.

 

 

Se não fosse o trabalho, o homem permaneceria na infância.

Ele cresce ante o trabalho, que desperta o esforço de cada criatura.

Os nossos dons crescem no esmero de cada dia.

 

Àquele que não pode se empenhar no trabalho físico, por doença ou fraqueza do seu arcabouço (esqueleto) físico,

Deus outorgou (deu) a inteligência para operar com ela, nos pensamentos e na fala, e por vezes na escrita, nos exemplos de tolerância, de amor e caridade.

Se quiseres felicidade, pede-a a Deus pelo nome de trabalho,

que ele é a porta para o verdadeiro paraíso de amor.

 

 

Mateus 7 : 7 – 8

Pedi, e dar-se-vos-á;

buscai e achareis;

batei, e abrir-se-vos-á.

 

Pois todo o que pede recebe;

o que busca encontra;

e, a quem bate, abrir-se-lhe-á.

 

 

Desconhecemos no mundo, ou em toda a criação de Deus, algum lugar ou alguma coisa em que não haja movimento.

O que pára, morre, e se não há morte nada pára;

tudo se movimenta, dentro do hálito divino.

 

Vivemos porque trabalhamos, trabalhamos porque vivemos em Deus e Ele em nós.

 

Atos 17 : 28 –  pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos,

 

como alguns dos vossos poetas têm dito:

Porque dele também somos geração.

 

Anúncios